Otimistas

Apesar da imagem pessimista que até conservadores tentam passar, os conservadores é que são otimistas.

Somos otimistas pelas causas certas, casamentos dão errado, mas apostamos nele mesmo assim, religiões deram errado várias vezes, mas não deixamos de continuar apostando na veracidade da teologia, onde o pessimista vê opressão no relacionamento entre homem e mulher o conservador vê naturalidade, vários humanos fizeram de suas vidas a destruição de outras mas continuamos a favor da sacralidade da vida humana, quando o vegan vê genocídio vemos um prazer dado por Deus, se ambientalistas observam uma calamidade natural vemos um medo irracional.

O mundo é falível, passageiro e aceitamos lidar com os riscos de sua contingência, não fazemos promessas porque cremos mais nas oportunidades, que mesmo se todo o sistema legal de governo for perfeito no papel e a mais justa, é possível ainda assim uma sociedade ser a mais pobre e a mais corrupta do mundo. É somente quando acaba-se essas apostas, esse otimismo nas instituições naturais, que todas as fichas se voltam à utopia e para o Estado, onde é tudo ou nada, ou se adere ao novo mundo ou é destruído com o passado. Pergunte-se a si mesmo, quem passa o dia alienado ao marxismo reclamando do mundo e quem tem tempo para alienar-se à diversão de viver uma vida “banal”?

Anúncios