Cultos

Fazer Direito para fazer Justiça no Brasil é como fazer Medicina para curar falecidos, não é que haja somente maus juristas (mesmo que a maioria tire seu lucro da burocracia desnecessária que os aciona constantemente), mas o manufaturador de leis brasileiro, conhecido como legislativo, é dominado por entendimentos injustos, e dar leis injustas para um jurista fazer justiça é dar ferramentas de mecânico para um cirurgião.

Que milhares de cultos doutores se dobrem a um tiranete eleito é nada mais do que o positivismo ativista, que transforma o Direito em servo da Política, sendo toda nova teoria criada afim de justificar ações absurdas e arbitrárias. No Brasil, cria-se o desejo político primeiro, e depois a teoria para justificá-lo, em ignorância aos direitos naturais à limitar o domínio humano. Engana-se que a revolução cubana começou com o partido do poder, o PT, ela começou em 88, quando as regras do jogo foram alteradas afim de excluir teorias políticas divergentes dos opositores da esquerda, em favor de promessas políticas cretinas em forma de direitos, desde então, entitlements e takers com discurso de “busque seus direitos” que mal consegue disfarçar o “tome dinheiro de quem tem”  viraram a palavra de ordem, e advogados, que nada produzem, apenas catam as honoráveis migalhas quando se esforçam em cumprir a agenda da redistribuição sonhada pelo governo.

Anúncios