M

Após termos diplomaticamente ficado do lado de tudo o que não presta no mundo única e somente por inveja terceiromundista anti-americana, de ditador atômico persa à cubano, de Ahmadinejad à Battisti, de FARC, Foro de São Paulo ao duginismo, o brasileiro se choca ao ser tratado como país pertencente ao eixo do mal quando espionado, claro, os americanos são malvados e egoístas e a nossa M trata como é tudo pelos nossos recursos, nada é contra o espírito de bondade nacional que não vê mal em apoiar quem pendura gays pelo pescoço em público.

Anúncios